quarta-feira, 7 de abril de 2010

Forró para todos os gostos

Eu também acho um desrespeito aos preceitos morais e aos bons-costumes as letras escrachadas do forró estilizado. Mas proibir totalmente as bandas de se apresentarem no palco do Maior e Melhor São João do Mundo é, igualmente, um desrespeito. À democracia. É claro que houve quem aprovasse a medida adotada no ano passado pelos responsáveis pelos eventos culturais de Caruaru - dentre eles, falsos-intelectuais já citados noutro momento. Mas o fato é que muita gente ficou descontente e isso pôde-se notar lá no Pátio do Forró, com o "minguado" número de foliões que passaram por lá nas noites de principais atrações.
Há de se pensar que o São João não só é esperado pelos 30 dias de festa em si. Existem milhares de comerciantes ansiosos pela melhor temporada do ano. Caruaru respira São João. Essa festa impulsiona todos os tipos de comércio, e alavanca uma série de empregos diretos ou indiretos. Além de ser a Capital do Forró, Caruaru é uma das cidades do Polo da Moda do Agreste; da Maior Feira ao ar Livre do Mundo; do Maior Centro de Artes Figurativas das Américas; a cidade ainda tem a Feira de Artesanato, que é Patrimônio Imaterial, por isso atrai ainda mais turistas.
Para segurar todos esses turistas, como vinha acontecendo, é preciso atender a todos os gostos e tornar a festa democrática. Quer ser diferente? Existem outras maneiras. Por exemplo, atendam aos pedidos da turma do rock para fazer um Polo só para eles.
Mas já dizem por aí que neste ano vêm mudanças, já que as reclamações foram muitas. Inclusive, a presença das bandas Chiclete com Banana (com seu repertório de forró, claro) e Aviões do Forró. As demais bandas que vierem, terão de seguir as regras ditadas no contrato: nada de roupas curtas ou músicas apelativas. Pelo menos já se nota que o direito à democracia foi respeitado. Os comerciantes já começam a comemorar, acreditando numa melhora. E os foliões, contando os dias para ver o velho Pátio lotado, como há alguns anos.
Vamos esperar.

11 comentários:

  1. É isso aí Flavinha.
    Ô menina inteligente viu.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. hauauhaauahhauhauhhuahu Boa... boaa.... adorei... e viva a Democraciaa... kkkk

    ResponderExcluir
  3. Por mim tanto faz. Eu não gosto de forró mesmo. :)
    Era para ter u Pátio dO POP. KKKKKKKK

    ResponderExcluir
  4. É Flávia, concordo em partes. Mas é bom a gente lembrar que comércio e dinheiro não são as coisas mais importantes nessa vida. :) hehe
    E que é bastante complicado usar dinheiro público pra pagar show de banda que 'prega' desvalorização da mulher, insinuações de pedofilia, desrespeito.. Ainda tem muito o que discutir, claro. Mas só quis acrescentar mais um ponto de vista.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Flavinha, muito bem usadas as palavras. Concordo plenamente!
    E contando os dias para o Maior e Melhor São João do Mundo, assim espero que seja!
    Beijo

    Aline Suane

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Manu, aí está uma das razões pelas quais a Prefeitura vai deixar tudo muito claro em contrato: sem pornografia no palco e nas letras. Embora não gostemos, todos temos consciência de que é disso que a maioria gosta. E, bem, dinheiro não é o mais primordial, mas a festa de São João para um grande número de pessoas não é só tradição, é comércio também, né?!

    ResponderExcluir
  8. Flavinha,adorei seu blog e sem dúvida seu Post sobre as Bandas estilizadas tocarem ou não no São João. Ficou daora.!E a parte da 'Democracia'..kkkk Muito bom
    Parabens.

    Beijo,Péricles

    ResponderExcluir
  9. É isso aí prima, viva a democracia!!! Eu quero curtir muito forró por aí esse ano, e ao seu lado, é claro!!
    Beijos amor de my life

    Paula Moura

    ResponderExcluir
  10. Alba Regina Arruda5 de junho de 2010 19:35

    Flavinha, já sabemos que quem gosta de passado é museu, mas cá entre em nós, quem é que não curte um saudosimo, uma boa época vivida, lembranças gostosas ?
    Abrir espaço para o novo deve sempre existir, mas com inteligência. Não por pressão, modismos ou mesmo de formas que nos induzam a tal aceitação, sem análises.
    Sou do tempo do forró autêntico, do pé-de-serra. Nem por isso deixo de gostar do forró universitário,do forró estilazado... Agora convenhamos,se é prá curtir sacanagem, por que não produzir diretamente essas coisas para o público-alvo, que gosta e compra pornografias ???
    Afinal de contas, ir a festas juninas e ter de ficar escutando letras musicais chulas e vendo gestos eróticos , não correspondem muito com as festas dos nossos santos. Não acha ?

    ResponderExcluir